Etiquetas

“Nunca estive tão preso como estive no inverno de 2008. A minha escrita composicional chegou a um completo hiato em Janeiro e durante bastante tempo esta peça penou na minha mesa, uma confusão de fragmentos musicais que se recusavam a coexistir. Foi só apenas em Maio, quando adquiri uma cópia do Slaughter-Five House de Kurt Vonnegut e lembrei-me de uma das citações mais icónicas, que tive finalmente, uma revelação. A citação é a seguinte: “Billy Pilgrim desprendeu-se a tempo” e a resposta seria que a falta de coerência nas minhas ideias deveriam ser abraçadas e exploradas, não ultrapassadas.

Apercebi-me que os materiais musicais davam-se a um arco narrativo que, como a personagem de Vonnegut, “desprendia-se com o tempo”. Bocados e peças do início, meio e fim da obra chocavam nos lugares errados, como “flashbacks” e “flashfowards” que definiram a estrutura e o estilo do “Slaughterhouse-Five”.

Também me apercebi que a palavra “unstuck” [desprendido, solto] tem resonâncias com a maneira como algumas das ideias musicais da peça são apanhadas em loops repetitivos. A orquestra, que de alguma forma dramatiza a minha frustração com a composição, gasta um tempo e energia consideráveis tentando libertar-se deste momentos de aprisionamento.”

Andrew Norman

Anúncios