Etiquetas

,

Numa homenagem ao seu amigo e maestro Sinopoli, o actual compositor italiano Luciano Berio deu asas ao seu talento genial da transcrição e reinvenção, orquestrando o último e incompleto “Contrapunctus XIX” (ou Contrapunctus XIV, dependendo das edições) da Arte da Fuga de J.S.Bach. Esta obra emblemática de Bach, cujo o último andamento é abruptamente interrompido usando o tema melódico com as letras do nome B-A-C-H, ganha relevância na orquestração de Berio: o compositor italiano prolonga as notas correspondentes (sib-lá-dó-si), criando uma cadência final dissonante e num venerado Amén ao mestre alemão.

Anúncios