Etiquetas

Para hoje dia 30 de Junho, um importante compositor húngaro, de reputada genialidade, embora não difundida. Laszlo Lajtha estudou tanto no seu pais natal como na Alemanha e França, nomeadamente com Vincent d’Indy. Trabalhou igualmente na recolha de melodias populares húngaras, tomando colaboração de Bartok e Kodály. Depois da II Guerra Mundial tornar-se-á numa figura incontornável no meio musical húngaro, tornando-se director da Rádio Húngara como do Conservatório. A partir da década de 30 começa a ser reconhecido, com as suas nove sinfonias, dez quartetos de cordas e três bailados. Aqui, a sua sombria Sinfonia nº3, composta por ocasião de um pedido de banda sonora para o filme “Assassínio na Catedral” de Georg Hoellering.

 

Anúncios